Hospedagem na Disney: conheça os luxuosos – parte 2

Continue descobrindo os detalhes e segredos dos hotéis de luxo da Walt Disney World. Nesta última parte, escrevo sobre os 5 últimos hotéis, considerados os mais luxuosos do complexo.

Disney’s Animal Kingdom Lodge

Fugindo de todos os padrões praianos e campestres, vamos agora direto para a savana africana! O Disney’s Animal Kingdom Lodge fica no extremo oeste da propriedade, vizinho do parque Animal Kingdom, afastado de toda agitação, em um paraíso próprio. O resort possui uma temática única: uma estalagem luxuosa e imponente em meio a savana, digna de um rei.

O hotel é dividido em duas partes: Jambo House e Kidani Village. Ambas possuem uma estrutura semi-circular proporcionando uma vista maior para todos os quartos. O mais incrível atributo do hotel é que, em meio aos dois blocos, existe uma savana real, habitat de mais de 200 animais naturais da África como zebras, girafas, garças, veados, antílopes e muito mais. Dessa forma, metade dos quartos do hotel possuem vista para o safari. O bloco Jambo House possui os quartos básicos, as suítes e o “club level” Kilimanjaro Club. O Kidani Village possui as villas do Disney Vacation Club.

Cada bloco tem alguma particularidade. Ambos são interligados por uma trilha de mais ou menos sete minutos de caminhada, sendo fácil, caminhando por ela, conhecer todo o resort. O hotel é absurdamente decorado com itens autênticos ― a estrutura toda faz você imaginar que está na África e não na Flórida. Nos halls principais é possível ver apresentações de corais de músicas africanas. Os blocos possuem acesso a observatórios da savana, um no andar térreo ― onde podemos caminhar praticamente até o meio do território animal (não ficamos soltos com os animais, estamos em um deck de concreto um pouco mais elevado que o chão) ― e as várias varandas nos andares superiores.

Os dois blocos oferecem atividades recreativas de praxe, porém, devido à presença da savana, temos opção de observação de animais guiadas por especialistas e observação de animais à noite, com binóculos de visão noturna, além do hotel disponibilizar funcionários trazidos da África do Sul para andar pelos pontos de observação e conversar com os hóspedes, explicando melhor sobre a vida na savana. Há duas piscinas, uma em cada bloco: a Samawati Spring pool, no Kidani Village e a Uzima no Jambo House.

Os restaurantes do Animal kingdom Lodge são excepcionais, pois trazem pratos e sabores nunca vistos antes na Disney. Dois restaurantes são os destaques no hotel ― além deles, temos um restaurante self service, três bares/lanchonetes de comida rápida e dois lounges onde as pessoas relaxam e tomam drinks. Voltando para os destaques, primeiramente temos o Sanaa, no Kidani Village. Esse restaurante mistura a culinária africana com a indiana. Sua decoração imita uma floresta. Muitos dos pratos são apimentados e/ou super temperados, devido à influência indiana. Se você é fã de temperos, vai amar! Você não pode deixar de pedir como entrada, a Indian-style Bread Service e o atendente perguntará se você quer escolher os 3 acompanhamentos de molhos ou a experiência completa ― obviamente você irá optar pela completa! Os pães serão servidos em uma bandeja que lembra uma paleta de cores, iguais as que os pintores usam e, no lugar das tintas, virão oito tipos de molhos organizados do mais suave ao mais apimentado. Eu poderia ir nesse restaurante e ficar a noite toda tomando cerveja e comendo essa entrada de pães que já ficaria muito feliz! O segundo é o Jiko – the cooking place, no Jambo House. Esse restaurante possui um clima mais formal que o outro e uma decoração mais moderna, em contraste com as roupas dos atendentes, inspiradas nos trajes tradicionais africanos. O Jiko possuiu uma grande adega de vinhos sul-africanos e seus pratos são inspirados em receitas de toda África. Quando comi lá, provei a costela de cordeiro, e simplesmente não precisei usar a faca, pois ela desmanchava. O Jiko oferece eventos diferentes, como uma sessão de degustação de vinhos e uma excursão à savana, seguida de uma refeição acompanhada de um especialista em animais.

Disney’s Wilderness Lodge

Entrando agora na nossa última área, o Disney’s Wilderness Lodge está localizado nos arredores do Magic Kindgom. Este hotel possui uma tema rústico-chique e é inspirado nos alojamentos dos parques nacionais do Noroeste dos Estados Unidos, como por exemplo o “Old Faithful Inn”, no parque Yellowstone. Em homenagem a essa inspiração, o “club level” do Wilderness Lodge é chamado de Old Faithful Club.

O lobby do hotel é amplo e aconchegante devido às largas cadeiras de balanço e à grande lareira central. Um pequeno “rio” tem a sua nascente dentro do lobby e escorre até a lago atrás da piscina. Esse lago é chamado de Bay Lake e está conectado aos outros hotéis próximos e com o Magic Kingdom. Para não estragar o tema do resort, o monorail (trem suspenso) não passa pelo hotel. É preciso pegar um barco direto para o parque como meio de transporte alternativo aos ônibus. A piscina “Silver Creek Spring Pool” é cercada por um cenário muito bem trabalhado no tema: de hora em hora é possível acompanhar o gêiser explodindo próximo ao lago.

O Wilderness Lodge possui um prédio separado para as villas do DVC, onde temos uma segunda piscina, menor e sem os ruídos da recreação.

Além das tradicionais atividades, o hotel também oferece o aluguel de barcos (veja as opções na parte 1 deste artigo) e a opção de fazer o fireworks cruise, onde você assistirá aos fogos do Magic Kingdom a bordo de um barco cheio de comes e bebes!

Para comer, temos uma lanchonete, um bar na piscina, um lounge e dois restaurantes. No primeiro, Whispering Canyon Café, onde as atendentes são um show a parte e animam todos os convidados, uma boa dica é o “rodízio ” de café da manhã pois a comida é servida à vontade. O outro, Artist Point, oferece café da manhã com os personagens, porém à noite é um restaurante bem formal e sofisticado, com uma variada seleção de vinhos e um cardápio de carnes suculentas. Recomendo o salmão cozido e servido em uma tábua de cedro ou o Aged Buffalo Strip Loin, carro chefe do restaurante, que seria como o filet mignon do búfalo (é necessário reserva e o traje não permite regatas e shorts).

Disney’s Polynesian Village Resort

Localizado na margem oposta do Magic Kingdom, na Seven Seas Lagoon, o Disney’s Polynesian Village Resort foi um dos três primeiros resorts abertos junto com o parque em 1971. Este é um hotel muito querido pelos visitantes mais assíduos, pois carrega uma história que acompanha todo o desenvolvimento do Walt Disney World e sempre teve uma temática distoante (assim como o Animal Kingdom Lodge). O hotel é construído com referência às ilhas da Polinésia (região entre o continente Americano e a Austrália), que engloba Tonga, Fiji, Hawaii, Samoa, entre outras, e sim, esses são os nomes dos blocos do Hotel, que não possui um prédio contínuo com os quartos e sim, vários blocos separados, imitando uma vila.

O Polynesian, ou Poly (para os íntimos) é um show de temática. Ao entrar no hotel você já é recebido por uma hostess que lhe entrega um colar de flores e diz “Aloha” (saudação havaiana que seria um “olá!”). A decoração é muito alegre, com cores vivas e quentes. Atravessando o Ceremonial House (nome dado ao lobby) encontramos a Boutiki, uma loja de roupas, brinquedos e souvenires, o Captain’s Cook, restaurante de comidas rápidas e o único lugar fora dos parques onde podemos comer o famoso (e absurdamente delicioso) Dole Whip: Um sorvete de creme ou abacaxi servido em um copo cheio de suco de abacaxi ― aproveite pois aqui, a fila para comprá-lo é infinitamente menor do que no parque. Saindo pelos fundos chegamos a área externa onde temos os blocos dos quartos e a piscina, Ninea Volcano Pool, onde o escorregador contorna um vulcão. Aqui também é possível alugar Cabannas, tendas com espreguiçadeiras, ventilador, tvs, minibar e serviço de garçom.

Aberto há pouco tempo, meio escondidinho no final do cerimonial house, temos o novo Trader Sam’s Grog Grotto, um bar inspirado no famoso personagem Sam, o vendedor de “tralha”, que aparece no final da atração Jungle Cruise. Esse bar é colírio para olhos dos fãs Disney, pois existem tantas referências escondidas nas milhões de coisas penduradas na loja, que dá até água na boca para nós, os “Disneymaníacos”. E já que estamos falando de comida, no mezzanino do cerimonial house, temos o Kona Café, um restaurante mais simples porém com deliciosas comidas inspiradas em receitas havaianas e um bar de sushi. Lá encontramos também o famoso Ohana. “Ohana significa família…”, a fala da personagem Lilo ( da animação Lilo & Stich) inspirou o restaurante principal do hotel, que pela manhã oferece café da manhã com os personagens e à noite, um rodízio de espetos. São servidos espetos de carne, lombo, frango e camarão (sim, camarão infinito), enquanto os garçons andam pelo restaurante, como em uma churrascaria. Na mesa será servido uma panela de noodles (macarrão tipo yakissoba), guioza e asinhas de frango. Caso você aguente, a sobremesa é um delicioso e gigante pudim com sorvete, servido o suficiente para que todos da mesa o dividam. O ambiente do restaurante é muito animado e, durante o jantar, você vai ser convidado a dançar o “Hula”. Se a sua reserva coincidir com o horário dos fogos do Magic Kingdom, as luzes serão apagadas para que você acompanhe o espetáculo pela janela. (reserva é obrigatória!)

Uma nova “atração” do Poly são os bungalows, quartos construídos para a nova área do Disney Vacation. Sabe aquelas fotos de Fiji e das Maldívias de quartos construídos sobre a água? Esses bungalows foram feitos para imitar esses hotéis. Esses quartos ficam de frente para o Magic Kingdom, então possuem vista para os fogos. O bloco usado pelo “club level”, o King Kamehameha Club, também possui um lounge com um deck onde podemos assistir aos fogos, assim como alguns dos quartos.

O resort também oferece as tradicionais atividades e aluguel de barcos. Além de oferecer o jantar show, o Spirit of Aloha, onde performances de dança Hula, engolidores de fogo e mestres dos tambores irão acompanhar um delicioso jantar, as bebidas alcoólicas estão inclusas (o pagamento é feito junto com a reserva, que deve ser feita com pelo menos uma semana de antecedência).

Disney’s Contemporary Resort

Vizinho do Magic Kingdom, o Disney’s Contemporary Resort completa o trio de hotéis abertos na inauguração do parque em 71. Desde criança esse foi o meu hotel preferido… Todos aqueles que tem uma ligação mais forte com a Tomorrowland (coisas futurísticas e tecnológicas), acabam se impressionando com o Contemporary pelo fato do monorail passar por dentro do hotel. A localização deste resort também não é por acaso. No começo da construção, os Imagineers pensaram em colocar o Polynesian ao lado do Magic Kingdom, porém, seria possível ver o hotel da Tomorrowland ― uma vez que ele foi inicialmente imaginado como um prédio de 12 andares ― principalmente das atrações mais altas como o Wedway Peoplemover e o Space Jets (antecessor do Astro Orbiter). Para estar em sintonia com o tema, o melhor hotel para ser visto de uma área futurística, era o Contemporary.

Sua forma de “A” cria um espaço bem grande no interior do hotel. No andar térreo temos o lobby, um café ― o Contemporary Grounds e um restaurante, o The Wave…of American Flavor, com opções self service no café da manhã, lanches no almoço e pratos mais sofisticados à noite. O segundo e terceiro andares são salas do centro de convenções, academia e um salão de beleza. Temos então a área comum nos andares superiores, onde ficam as lojas, o “arcade”, acesso para o monorail, o Outer Rim Lounge, o Contempo Café ― ótimo para refeições rápidas ― e o Chef’s Mickey, um dos restaurantes destaque do hotel. No Chef’s Mickey, o nome já fala por si só. O Próprio Mickey é o Chef e passa pelas mesas, animando seus convidados (reserva é obrigatória pois o restaurante é muito concorrido!). Os demais andares são os quartos e nos últimos dois temos o “club level”, o Tower Club. Acho que foi um dos melhores concierge level que conheci, por conta do serviço e da maravilhosa vista.

A área externa do Contemporary fica na margem do lago Bay Lake. Por isso, é possível alugar barcos, fazer o fireworks cruise, excursão de pesca e também (em parceria com a Sammy Duval) alguns esportes mais radicais como esqui aquático, wakeboard, jet ski, parasaling e bóias puxadas pela lancha. Quando trabalhei a primeira vez na Disney, fui salva vidas na Bay Pool, a piscina principal. Nela temos um playground aquático para crianças e um super escorregador. Além disso essa é uma piscina mágica, se você estiver nela antes dos salva vidas chegarem, eles vão precisar da sua ajuda: com o chapéu de feiticeiro que o Mickey emprestou e as suas luvas mágicas, você ajudará a ligar as fontes da piscina.

O Contemporary possui um hotel anexo, construído para ser casa de mais villas do Disney Vacation, o Bay Lake Tower at Disney’s Contemporary Resort. Ambos os hotéis estão conectados por uma ponte no quarto andar. No topo do Bay Lake existe o DVC Lounge, onde membros podem assistir aos fogos do Magic Kingdom. Lá é servido o 7 layers cake, um bolo de 7 camadas, predominantemente de chocolate.

Não é só a cobertura do Bay lake que possuí algo especial. Um dos melhores restaurantes do complexo Disney fica no 15º andar do Contemporary, o California Grill. Esse restaurante só pode ser acessado com reserva. No segundo andar do hotel temos a área de check-in e o elevador que o levará para a cobertura. O restaurante é todo de vidro e possui duas áreas externas próprias para acompanhar os fogos. Durante o show, as luzes do restaurante diminuem e o sistema de som acompanha o do parque, possibilitando que os convidados acompanhem a música dos fogos também. As especialidades da casa são várias, então recomendo de entrada um prato de sushi e o Sonoma Goat Cheese Ravioli (o item mais antigo do cardápio), um ravioli de uns 8cm2 recheado de queijo de cabra. Para o prato principal, Wagyu Beef Strip Loin, que seria o corte mais nobre do Wagyu (uma raça premium de boi). A casa possui uma grande adega de vinhos, predominantemente californianos e é uma ótima opção para um jantar de ocasião especial.

Disney’s Grand Floridian Resort & Spa

Chegamos no último resort e, se você chegou até aqui, ótimo, pois o Disney’s Grand Floridian Resort & Spa é o mais luxuoso hotel da Disney, o Crème de la Crème.

Localizado às margens oeste do Seven Seas Lagoon, este resort foi construído em um estilo vitoriano da virada do século 20, remetendo à época de ouro dos resorts da costa da Flórida. O Grand é dividido em 7 blocos. Um bloco é voltado apenas para as villas do DVC, magníficos quartos com uma sala ampla e dois banheiros, ambos com uma pequena televisão embutida dentro do espelho da pia! Outro bloco é inteiro para o “club level”, o Sugarloaf Key. Outro é o prédio principal, onde ficam o lobby,as lojas e alguns dos restaurantes (que irei falar daqui a pouco). O lobby é todo feito em mármore italiano e o teto é coberto por lustres de cristal. Dentro do prédio principal temos três andares de quartos, onde um deles é outro “club level”, o Royal Palm Concierge. Os outros blocos são quartos básicos (nada é básico no Grand!) e suítes ― como vocês podem ver as opções de quartos são completas! Todos os blocos possuem nomes de ilhas da Flórida.Os detalhes desse hotel são literalmente infinitos portanto irei disponibilizar uma grande quantidade de fotos que explicarão melhor.

Com relação às atividades, o Grand oferece praticamente tudo. As tradicionais atividades descritas nos outros hotéis como aluguel de bicicleta, cinema ao ar livre, caminhadas, quadras de esporte e etc. Próximo à entrada do lobby, temos o Senses Spa, que assim como o Saratoga Springs, é uma área paga à parte com várias opções de tratamentos, massagens, jacuzzi, sauna e piscinas aquecidas de hidromassagem. Como o hotel tem uma marina, aluguel de barcos, fireworks cruise, e o cruzeiro pirata (este com a história de Gasparilla, um verdadeiro pirata da Flórida) estão disponíveis. Além desses barcos, o resort oferece o Grand I , um iate de 52 pés para até 13 pessoas, onde é possível fazer o cruzeiro para assistir aos fogos. Essa experiência, devo confessar, foi a mais emocionante que tive em toda minha história com a Disney ― ganhei como presente surpresa de aniversário de minha namorada, irmã e mãe ― um incrível passeio, foi o meu momento mágico!

No meio dos blocos do hotel, temos duas piscinas: a Beach Pool , que fica ao lado do bar da piscina e onde ficam os escorregadores e as equipes de recreação, e a Courtyard Pool, uma piscina maior e com mais espaço para tomar sol e relaxar. Entre as duas piscinas temos um parquinho aquático para as crianças.

No quesito gastronomia, o Grand Floridian é imbatível. Aqui temos três restaurantes de comidas rápidas, dois bares e dois restaurantes mais descontraídos: O Grand Floridian Café e o Garden View Tea Room. O primeiro serve lanches mais sofisticados e, no segundo, é possível juntar-se à princesa Aurora para um chá da tarde.

Temos também o 1900 Park fare (restaurante inspirado no filme Mary Poppins) que oferece um delicioso buffet de café da manhã com os personagens (Incluindo a própria Mary Poppins).

Além desses, mais três restaurantes se destacam ― não preciso dizer que os três exigem reserva antecipada. Primeiro, o Cítricos, localizado no segundo andar do prédio principal. O restaurante possui uma vista para o grande pátio e, mais ao fundo, o Magic Kingdom. O restaurante é inspirado na cozinha mediterrânea e apresenta uma decoração mais contemporânea, sem perder a elegância do hotel (vale lembrar que o traje obrigatório é esporte fino). O Cítricos oferece uma opção de jantar extremamente exclusiva, que acontece apenas uma vez por mês: o jantar com um Imagineer (equipe de desenvolvimento e construção da Disney). Para nós, meros mortais, os Imagineers são lendas! Imagine poder jantar com um deles nesse incrível restaurante!

O segundo é o Narcoosees’s, um restaurante especializado em frutos do mar. Este restaurante é localizado numa construção circular, em cima do lago. Sua decoração lembra um restaurante fino de praia e as janelas dão vista para o Magic Kingdom, sendo o melhor lugar do resort para acompanhar os fogos. O Narcoosees’s é um restaurante relativamente pequeno, por isso não é tão fácil conseguir reserva. A comida é fenomenal, qualquer peixe do cardápio é bom. Recomendo também pedir o purê de batatas à parte ― além de bem temperado, ele é coberto por queijo cheddar ralado e bacon.

E o terceiro, o exclusivo Victoria&Albert’s, restaurante que ganha o prêmio AAA Five Diamond Award desde 2000. Com referências à Rainha Victoria e seu marido Príncipe Albert, o restaurante é digno da realeza. Localizado ao lado do Cítricos, uma porta de madeira e um vidro fosco separam você “da” experiência gastronômica. O restaurante possui duas salas, uma com mais ou menos 18 mesas e uma ainda menor com apenas duas. Muito além de um restaurante, o Victoria&Albert’s é um evento. A imersão já começa 1 semana antes da sua reserva, quando a atendente liga para explicar o funcionamento do jantar e o traje obrigatório formal (terno e gravata para os homens, vestidos no mínimo “longuette” para mulheres). O restaurante possui 3 formatos de jantar. O tradicional menu degustação de 7 pratos, que podem ser todos pareados com uma taça de vinho recomendada pelo chef. O Queen Victoria’s Room, modelo mais exclusivo com um menu degustação de 10 pratos com pareação de vinho, servido dentro da sala da rainha Victoria a portas fechadas. E um terceiro modelo, ultra-exclusivo, servido na mesa do Chef, dentro da cozinha para apenas 6 pessoas, com um menu degustação de 10 a 11 pratos feitos de acordo com o gosto dos convidados, e claro, todos pareados com vinho. Vale muito experimentar!!

Chegamos ao fim da nossa série de hotéis. Espero que tenham gostado, assim como eu gostei de compartilhar essas histórias com vocês. Ficar pelo menos uma noite em cada um deles foi uma experiência muito boa. Quando se trabalha para a Disney é possível ganhar até 60% de desconto nas estadias, inclusive nos “club levels”, o que ajudou muito a tornar esse sonho, realidade. Além disso tive uma companheira de aventura que é tão “disneymaníaca” quanto eu, minha namorada Julianna, que também não mediu esforços para fazermos esse tour pelos hotéis.

Existem outros hotéis dentro do complexo que não são gerenciados pela Disney, assim como existem outros hotéis da Disney fora dela, mas isso… já é outra história…

 

Quer receber novidades?
dúvidas?

Confira abaixo as dúvidas mais frequentes que recebemos.

Ir para as dúvidas
Onde estamos

Rua Dr. Luis de Faria, 62 • Gonzaga • Santos/SP
CEP 11060 480

Horário de atendimento

De segunda a sexta-feira • 09h00 as 18h00
Sábados • 09h00 as 12h00

P. R. Braun Passagens e Turismo Ltda. (Braun Turismo), inscrita no CNPJ 64.641.996/0001-05, é uma agência de turismo cadastrada no Ministério do Turismo - CADASTUR - ver certificado.
Braun Turismo © 2019. Todos os direitos reservados.