Star Wars Ep. I: A ameaça do divórcio

Ontem, 04/05, foi o Star Wars Day, dia que celebra a cultura da saga criada por George Lucas e que é praticamente “um feriado” para os fãs da série.

Seguindo a dica de um amigo para escrever algo sobre esse dia, pensei que há tanto para se falar sobre Star Wars e o tema deste blog, que um só post não daria conta. Portanto, vou tentar escrever alguns posts, ou episódios, para celebrar os filmes e sua relação com o cinema e os parques.

O estranho título desse episódio sobre a “ameaça do divórcio” tem a ver com o desencadeamento de eventos que fez de Star Wars: Ep. IV e o divórcio de George Lucas e sua (ex-)esposa Márcia, os catalisadores da criação de outro ícone do cinema: os Estúdios Pixar.

Até 1977 ninguém em Hollywood imaginava incorporar alta tecnologia em filmes. Tudo mudou com a estreia de Star Wars – Ep. IV. O mundo foi introduzido ao universo criado por George Lucas, que apresentava aos expectadores batalhas espaciais, sabres de luz, naves espaciais voando na velocidade da luz e diversos personagens alienígenas.

Com o lucro auferido com  Star Wars, George Lucas teve a ideia de criar em 1979 uma divisão de computadores em seu estúdio LucasFilm e chamou para comandar esse departamento, Ed Catmull, um experiente cientista que amava cinema e sonhava em criar desenhos usando computadores.

O departamento de computadores era uma ferramenta para George Lucas melhorar os efeitos visuais/especiais em filmes com personagens reais. E assim fez esse departamento: criou um computador chamado Pixar Image Computer que mesclava nos filmes os efeitos visuais com as cenas reais filmadas.

Mas em 1983, George Lucas e sua esposa Márcia decidem se divorciar e George sabendo o quanto a divisão de bens afetaria a saúde financeira de seu estúdio, decide reduzir gastos e concentrar seus investimentos no que realmente importava.

Tendo em vista que o departamento de computadores já tinha cumprido seu grande objetivo, George Lucas decidiu vendê-lo juntamente com sua criação, o computador Pixar Image Computer.

Eis que entra na história o lendário Steve Jobs, recém afastado da empresa que havia criado, a Apple. Steve precisava de um novo desafio e queria lançar a próxima geração de computadores domésticos para concorrer com a Apple e viu naquela divisão de computadores da LucasFilm um ótimo ponto de partida.

Após exaustivas negociações, em 1986, Steve Jobs adquiriu a divisão de computadores de George Lucas por 5 milhões de dólares e assim nasceu a Pixar.

O gigante da animação e hoje presença em todos os parques da Disney não existiria se Star Wars não tivesse sido feito e George Lucas não tivesse se divorciado.

Pra quem deseja se aprofundar sobre essa história, recomendo a leitura do livro Criatividade S/A escrito pelo presidente da Pixar, Ed Catmull.

Quer receber novidades?
dúvidas?

Confira abaixo as dúvidas mais frequentes que recebemos.

Ir para as dúvidas
Onde estamos

Rua Dr. Luis de Faria, 62 • Gonzaga • Santos/SP
CEP 11060 480

Horário de atendimento

De segunda a sexta-feira • 09h00 as 18h00
Sábados • 09h00 as 12h00

P. R. Braun Passagens e Turismo Ltda. (Braun Turismo), inscrita no CNPJ 64.641.996/0001-05, é uma agência de turismo cadastrada no Ministério do Turismo - CADASTUR - ver certificado.
Braun Turismo © 2020. Todos os direitos reservados.